Por que é mais fácil um Mendigo ficar milionário ao invés de você?

227 Flares Twitter 9 Facebook 74 Google+ 7 LinkedIn 137 Email -- Buffer 0 227 Flares ×

Não saia da Estrada

Você vê casos de pessoas simples, sem instrução, mendigos ou até mesmo crianças ficando milionárias (seja na internet ou fora dela) e se pergunta como você, uma pessoa estudada (e com carreira sólida) não consegue o mesmo feito?

Sim, é mais fácil um mendigo ficar milionário ao invés de você. Eu sei que é um pouco “duro” ouvir isso, mas a boa notícia é que existe solução. Por mais irônico que isso possa soar, é possível reverter esse quadro. Você e eu ainda temos chances :)

Entenda os principais padrões que levam um mendigo (ou uma criança) a sair literalmente do nada e chegar tão longe:

  • Ele não tem nada a perder (Muitas vezes nós também não temos, mas preferimos acreditar que temos);
  • Ele não sabe de um monte de coisa (O que parece um problema para nós, as vezes se mostra como uma solução);
  • Ele não tem como conseguir um emprego formal (O trabalho muitas vezes nos leva para uma zona de conforto difícil de sair);
  • Ele não tem dinheiro suficiente (Você usa a mesma desculpa, só que para não começar um novo negócio ou ideia);
  • Ele não sabe que ele não sabe “fazer marketing ou vendas” (Conhecimento sem aplicação não resolve nada);
  • Ele não pensa em “como escalar o seu pequeno negócio” (Execução primeiro, planejamento depois);
  • Ele não fica reclamando que não tem “boas ideias” (O simples que funciona já é o suficiente);
  • Ele não deixa de fazer algo por que  não tem um “sistema automatizado” (Não deixe que aquilo que você não pode fazer, te impeça de fazer o que você pode fazer);
  • Ele não tem medo do que “os outros vão dizer” sobre suas decisões erradas (A opinião dos outros é só isso: uma opinião);
  • Ele improvisa/executa com os recursos que tem (Feito é melhor que perfeito);
  • Ele tem que escolher diariamente entre reclamar ou seguir em frente (O que você está fazendo pelo seu futuro?);
  • Ele tem Fé em algo ou alguma coisa (Se você não acredita em nada, então o que faz aqui? Qual é o seu propósito?);
  • Ele tem muito foco (Quanto tempo você passa focado nos verdadeiros resultados que precisa atingir?).

Concorda com os padrões levantados acima? O que te impede?

Assim como você, estou bem longe de ser um milionário (alguns milhões de distância), contudo, quando eu entendi o que acabei de explicar; trabalhar meus medos, fracassar e continuar insistindo, algo fantástico aconteceu. Finalmente, depois de muitos anos, consegui em 2013 um resultado financeiro ADICIONAL de aproximadamente 40%. Com um detalhe: com muito menos esforço do que eu imaginaria. Quitei todas as minhas dívidas, comprei cursos que normalmente não teria dinheiro e ainda tirei 3 férias no ano!

Quem não gostaria de fazer o mesmo em 2014?

Finalmente aprendi a lidar com meus medos e frustrações, aprendi a aplicar técnicas para administrar melhor o meu dia a dia e as finanças, consegui mais foco, entendi meu propósito de vida e o resultado vem chegando. Mas antes que você diga que o dinheiro não é tudo, te respondo: sim, não é tudo! Mas veja o que fiz com ele: “…comprei cursos, viajei…” Usei ele para cuidar do meu intelecto, da minha saúde e da minha família. E agora estou aqui, compartilhando parte desse conhecimento com você.

Eu quero que você consiga os mesmos resultados (ou melhores). Foi por isso que montei o Comece.me e te convido a se inscrever para receber as atualizações do site.


 

“Você não tem que acreditar em mim, tem que acreditar em você!”- Alexandre Viveiros

Aproveitando o tema, gostaria de compartilhar 2 histórias que ilustram bem o contexto do post e falam por si só.

Conheça a história de Roberto Vascon:

Agora, se você acha que o Roberto Vascon é uma rara excessão, conheça a história do David Pontes. Não deixe de aprender muito sobre marketing e vida com essa excelente palestra:

Fique Atualizado!
Insira aqui seu melhor e-mail para receber as principais atualizações do site